Movimento correto do pé

(3)

Qual a diferença entre um simples praticante de marcha e praticante de marcha de competição ? O movimento do pé, inconsciente no caso do primeiro, é controlado no caso do segundo. Na marcha desportiva, executar corretamente o movimento evita lesões e otimiza o trabalho muscular. Eis como marchar corretamente. 

MARCHAR CORRETAMENTE É ESSENCIAL

Saber marchar corretamente é essencial para as suas sessões de marcha desportiva. Ao deslocar-se, transfere todo o seu peso de um pé para o outro. A fim de proteger as suas articulações, é importante que essa transferência seja equilibrada entre um pé e o outro, ou seja, entre aquele que ataca o solo e o que o impulsiona graças aos dedos dos pés. O correto movimento do pé permite-lhes suportar o seu peso, sem esforço!

O MOVIMENTO DO PÉ COMEÇA NO CALCANHAR :

A fim de garantir uma maior amplitude de movimentos, o pé articula-se a partir do calcanhar e em toda a extensão do pé, até aos dedos dos pés. O movimento termina quando os dedos do pé esquerdo empurram o solo e o calcanhar do pé direito ataca o solo. 

1- O impacto do calcanhar

Lembre-se de apoiar o calcanhar numa posição perfeitamente horizontal e de forma suave. Conseguirá um melhor amortecimento e o impacto com o solo será distribuído por uma área maior. Dessa forma, estará a proteger as suas articulações! Se acelerar demasiado a passada, corre o risco de se lesionar ao cair por terra com todo o seu peso. 

2 - O movimento ocorre desde o calcanhar até aos dedos dos pés

Quando o calcanhar estiver assente no chão, todas as articulações do pé deverão atuar com a máxima fluidez. Assentá-lo de uma só vez, após pousar o calcanhar criaria um impacto que deve tentar evitar, dado que é prejudicial aos joelhos, quadris e costas. O movimento deve ser fluido e deve sentir que todo o pé está em movimento. 

3 - A última fase do movimento: a propulsão

Agora que o pé está totalmente assente, não ignore a etapa que lhe permitirá avançar e ganhar velocidade: empurre o solo energicamente com os dedos dos pés. Imagine que pretende mostrar as solas do seu calçado à pessoa atrás de si. Um bom trabalho de propulsão irá exercitar os músculos da perna, esculpir as coxas e exercitar os músculos dos glúteos

 

Em síntese :

Como já deduziu, executar corretamente os movimentos dos pés é a base da marcha desportiva! Esta prática permite um funcionamento mais eficiente dos músculos, com total segurança e garante uma passada ligeira e ritmada. 

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vote
Técnicas e dicas
mal-aux-tibias_newfeel

Ao iniciar a marcha desportiva, muitos praticantes sentem dores na parte da frente das pernas. Localizada ao nível da tíbia, trata-se da inflamação de um músculo muito solicitado durante a marcha: o músculo tibial anterior. Não tenha medo!

(4)
Benefícios da marcha

Por que razão se diz que a marcha desportiva é um desporto completo? A marcha desportiva, seja a ativa ou a rápida, não faz apenas trabalhar os músculos inferiores. Para além de exercitar as coxas e os músculos dos glúteos, a marcha desportiva exercita também a zona superior do corpo, nomeadamente os braços e os abdominais.

(1)
VOLTAR PARA O TOPO