7 dicas para criar no seu filho a vontade de praticar marcha

(1)

«Quando chegamos?»: uma pergunta que todos fizemos e que todos os pais ouvem de vez em quando. Com estas 7 dicas, faça que a marcha seja mais do que uma simples forma de deslocação: uma forma divertida de cuidar da saúde do seu filho!

Praticar marcha com os nossos filhos é uma experiência fantástica. É uma atividade simples, simultaneamente benéfica para a saúde do seu pequenote e também para desenvolver uma relação de cumplicidade. Gratuita, desde que estejam bem equipados, a marcha é também uma atividade lúdica, um verdadeiro momento de prazer e de descoberta, com alguns truques.

1 – Faça da marcha uma aventura

Mais do que propor simplesmente à criança de sair para caminhar, sugira uma aventura que a obrigue a andar. Por exemplo, propondo sair a explorar o parque e fazer descobertas: uma zona de jogos, um rio ou um lago. Tudo serve para que a marcha ganhe sentido e para lhe criar vontade.

2 – Torne a atividade interessante

A marcha é divertida! Por exemplo, organizando a procura de objetos, uma caça ao tesouro, como as folhas de determinadas árvores, ou propondo que supere uma série de obstáculos: um tronco de árvore, uma poça de água, uma pequena colina ou ainda uma duna, se viver perto da praia.

Não é a marcha que aborrece, mas sim os caminhos planos sem surpresas!

3 – Leve um mapa

Pode mostrar à criança onde se encontra. É também uma oportunidade de lhe atribuir algumas responsabilidades. Graças a um mapa, a criança pode ter uma parte ativa na vossa saída, escolhendo outro percurso. Deste modo, a marcha é sempre empolgante e estimula a curiosidade.

4 – Jogue a «Adivinha o que estou a ver»

Lúdico, este jogo chama-se «I-Spy» em Inglaterra. Um grande clássico! Trata-se de dizer a primeira letra ou a cor de um objeto que está a ver (uma árvore, por exemplo) para que a criança adivinhe qual é. E, depois, será ela a pedir-lhe que descubra aquilo que está a ver!

5 – Entregue uma máquina fotográfica à criança

Poderá documentar cada uma das vossas saídas e criar inúmeras recordações das suas descobertas. Será um imenso prazer ver em conjunto estas incríveis recordações quando a criança crescer.

6 – Leve algo para comer e beber…

E de que a criança goste! Poderá, por exemplo, pensar num piquenique durante a marcha e dar à criança todas essas coisas boas. Na sua mochila, já que assim terá responsabilidades, como «os grandes».

7 – Dê-lhe um podómetro

Para promover a saúde da criança, recomenda-se a prática de pelo menos 60 minutos por dia de atividade moderada, como a marcha. Isso equivale a fazer por dia entre 12 000 e 15 000 passos.

Acompanhando a atividade com o podómetro, poderá garantir que cumpre as recomendações de saúde, mas também dará à criança um ponto de interesse, um desafio quando sai para fazer marcha consigo.

  • Importante saber: Em todos estes momentos em conjunto, porque não com um dos seus amiguinhos, não se esqueça que é a criança quem define o ritmo. Aos primeiros sinais de cansaço, não receie interromper a marcha. Mais vale manter a vontade de fazer novas caminhadas e tirar regularmente partido de todos os benefícios desta atividade para a saúde!

banner_pt_actireo

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vote
Benefícios da marcha
benefices_marche_enfant

A marcha é um verdadeiro contributo para melhorar a saúde dos adultos... E das crianças também! Fazer com que as crianças se desloquem a pé desde muito cedo é garantir o seu crescimento harmonioso e iniciá-las nos prazeres da prática regular de uma atividade física.

Benefícios da marcha

Se é adepto de marcha desportiva, conhece certamente todos os fatores que envolvem esta atividade em termos de saúde e bem-estar. Os benefícios da marcha aplicam-se a todas as idades e, nomeadamente, às crianças, um grupo particularmente sensível ao risco de excesso de peso relacionado com o sedentarismo.

VOLTAR PARA O TOPO